Trabalhadores em Cooperativas é sim uma categoria trabalhista

O movimento sindical brasileiro é constituído por categorias. A nosso categoria dos Trabalhadores em Cooperativas, vai completar 25 anos em Dezembro de 2017.

O Sintracoop foi o primeiro Sindicato de Trabalhadores em Cooperativas no Brasil. Este Sindicato que foi as vias de fato até o Supremo Tribunal Federal onde foi sentenciado e declarado pela Justiça que os Trabalhadores em Cooperativas formam uma categoria Trabalhista e também econômica. A categoria cooperativista foi reafirmada em 2002 a transitado em julgado soberanamente em 2004.

De lá pra cá, organizou-se também a categoria patronal, com sindicatos em 25 estados, com exceção do Acre e no Distrito Federal. Nós trabalhadores, estamos organizados em 21 estados. Temos a federação nacional e está para sair a primeira Federação Estadual de Trabalhadores em Cooperativas no Paraná, a Fetracoop.

Nosso objetivo é chegar a Confederação nacional dos Trabalhadores em cooperativas. Para isso é preciso sair o registro da Fetracoop e temos que ter uma outra Federação, formando assim 3 Federações para podermos chegar a Confederação.

Estamos legalizados no ponto de vista judicial, mas ainda existem muitos  debates, e muita incerteza jurídica na área do trabalho no Brasil afora. Contudo, isso é natural quando se tem uma categoria nova, uma categoria de 25 anos. Mas estamos bem organizados tanto na esfera laboral quanto patronal. Durante todos esses anos temos tido uma relação de parceria com o sindicato patronal, tivemos claro, algumas dificuldades naturais nas mesas de negociação, mas nada que perturbasse a nossa relação. Nós temos um bom diálogo com o sindicato patronal e com toda a sua esfera em segundo e terceiro grau. Porém, o patronal procura fazer um balizamento pelo menor salário, pela menor cooperativa. Nós, como sindicato, queremos pelo maior salário, pela maior cooperativa. Então, neste aspecto, nós ainda estamos com um pouco de dificuldade.

Mas estamos construindo  uma relação forte, mantendo discussões entre as entidades maiores a Fenatracoop e o CNcoop e vamos chegar em um entendimento, tenha certeza. Vamos buscar, um dia balizar qual é o menor peso que deve ser pago no Brasil inteiro, as regras que devem ser seguidos pelas cooperativas, definidas pela duas câmaras maiores que seriam a Fenatracoop e o CNcoop.

 

Equipe Sintracoop – 18/10/2017 – 21:38

Marisa Pereira