Manchete nos Jornais desta Quinta-feira, 20 de Outubro de 2021

Gás passa de R$ 100 no País; Senado aprova subsídio
Após altas seguidas, Senado aprova projeto que cria o vale-gás; valor médio do produto no Brasil é de R$ 100,44.Com o petróleo ultrapassando U$ 80 o barril e o dólar testando novas máximas diariamente, o gás de cozinha atingiu pela primeira vez preço médio em todo o País acima de R$ 100, enquanto a gasolina subiu 3,3% em apenas uma semana, refletindo os recentes aumentos da Petrobras, que elevou os dois combustíveis em 7,2% nas refinarias no dia 9 de outubro. Enquanto a ajuda não vem, o preço médio do botijão de 13 quilos no País continua a subir, conforme pesquisa feita pela Agência Nacional do Petróleo (ANP). A região Norte é a que tem o valor médio mais alto, a R$ 106,10. No Centro-oeste o consumidor paga R$ 105,40 e, no Sul, R$ 103,67. No Sudeste, o preço médio ficou em R$ 98,86 e, no Nordeste, em R$ 98,34. Na média, o produto ficou em R$ 100,44 no País. No ano, o botijão de 13 quilos já subiu 89%. A gasolina também avançou após o aumento anunciado pela Petrobras, com o preço médio do litro pulando de R$ 6,117 para R$ 6,321 de uma semana para outra, alta de 3,3%. O preço mais alto da gasolina continua sendo registrado em Bagé, no Rio Grande do Sul, a R$ 7,499 o litro, e o mais baixo foi encontrado a R$ 5,299 em Cotia, São Paulo. Já o preço do diesel se manteve praticamente estável na semana passada, com o preço médio subindo 0,3% em relação ao da semana anterior, para R$ 4,976 o litro. (Estado)

Ala política do governo confronta Guedes por mais gastos fora do teto
Impasse trava anúncio de desenho do Auxílio Brasil, que deve engordar com o pagamento de dois benefícios temporários. Após o presidente Jair Bolsonaro bater o martelo e apoiar mais despesas fora do teto de gastos para viabilizar sua reeleição, a ala política do governo e o Congresso iniciaram uma corrida para emplacar um volume ainda maior de gastos contornando a regra fiscal – que limita o avanço das despesas à inflação. Já a equipe econômica tenta travar a fatura extrateto em R$ 30 bilhões, que bancariam o lançamento do Auxílio Brasil. (Estado)

Bolsa desaba 3,28%; dólar vai a R$ 5,59, alta de 1,33%
O mercado reagiu com reprovação à notícia de que o governo considera utilizar recursos fora do teto para bancar os custos com programas sociais. (Estado)

A ameaça de tempestade perfeita no câmbio em 2022
Na semana passada, o dólar chegou a superar o patamar de R$ 5,57. O BC surpreendeu o mercado com leilões extras de swap cambial, ofertando na semana US$ 3,7 bilhões. A estratégia surtiu efeito temporário, e o dólar fechou a semana passada em queda de 0,77%, para R$ 5,45. Mas com o estresse causado pelo noticiário sobre o auxílio emergencial fora do teto, o dólar quase bateu em R$ 5,60, mesmo com o BC vendendo dólar à vista. Seria esse nível demasiado elevado para se chegar ao fim do ano diante dos fatores que deverão pressionar o dólar para cima em 2022? A retirada da liquidez injetada nos Estados Unidos desde a pandemia pelo Federal Reserve, que provavelmente anunciará em novembro a redução no volume mensal de compras de ativos, deverá dar impulso ao valor do dólar globalmente. Além disso, uma desaceleração da China, maior comprador de matérias-primas, deve tirar o fôlego nos preços das principais commodities e, com isso, reduzir o vetor positivo da balança comercial para fortalecer o câmbio no Brasil. Se o BC for muito comedido ao intervir no câmbio até o fim do ano, não se admira se o dólar voltar a encostar em R$ 6,00 em momentos de nervosismo. (Estado)

Distribuidoras terão de importar combustíveis
O custo excedente com importação será repassado para o consumidor que, no fim das contas, deve pagar mais caro pelos combustíveis nas bombas, ainda que a Petrobras não reajuste seus preços nas refinarias. A alta foi estimada em 17% pela Associação das Distribuidoras de Combustíveis (Brasilcom). A defasagem entre a disponibilidade interna e a demanda diz respeito aos contratos com entrega prevista para o mês que vem. No mundo todo, o mercado de petróleo e derivados está aquecido. Num só momento, o consumo subiu por conta do avanço da vacinação e recuperação das economias. Ao mesmo tempo, a oferta caiu. A consequência foi a disparada das cotações das commodities de energia, com reflexos no Brasil, que adota preços alinhados aos internacionais.(Estado)

Para analistas, dar benefício sem zelo fiscal deve gerar inflação
Economistas dizem que benefício cresceria com corte de gastos eleitoreiros.O governo Bolsonaro e o Congresso Nacional podem criar um programa social robusto sem desrespeitar as regras fiscais, mas têm optado por soluções populistas e que vão resultar em aumento da inflação, menos crescimento e perda de poder de compra da população. Por outro lado, preservam espaço de emendas parlamentares, subsídios e gastos eleitoreiros.(Folha)

Mercados reforçam segurança para evitar furto de carne; Procon vai multar Extra
O que antes era reservado a produtos como uísques e pacotes de cigarros chegou também aos alimentos, principalmente às carnes. Sensores, alarmes e embalagens vazias estão no alvo. (Estado)

Transição energética será conturbada
Demanda por combustíveis fósseis mostra fragilidade das energias renováveis
Em seu recente livro “How to Avoid a Climate Disaster”, Bill Gates define o “ágio verde” (“green premium”) como a diferença de custo entre fazer algo (produto, serviço ou atividade) (Folha)

Atraso do governo causa falta de medicação para leucemia
Saúde prometeu repasse até setembro, mas remédio não chegou a hospitais
Remédio utilizado contra a leucemia, o dasatinibe está em falta em alguns estados brasileiros por atraso na distribuição pelo Ministério da Saúde. (Folha)

O Estado de S. Paulo

  • Falta de chips chega ao setor de cartões de crédito no Brasil
  • Distribuidoras terão de importar combustíveis
  • Pela primeira vez, gás de cozinha tem preço médio acima de R$ 100 no País
  • Relator da PEC dos Precatórios se diz ‘aberto’ a ajustes no texto
  • Economistas veem ‘contabilidade criativa’
  • Bolsa desaba 3,28%; dólar vai a R$ 5,59, alta de 1,33%
  • Ala política do governo confronta Guedes por mais gastos fora do teto
  • Governo tenta dar guinada populista em novo benefício; mercado reage
  • Pará: valor de produção sustentável é três vezes maior que medição oficial
  • Valor anual gasto com unidades de conservação é de R$ 1,11 por hectare
  • Duas perguntas para…
  • Verba para ações contra desmates e queimadas tem baixa execução
  • Após 18 anos, 69% acham a saída do Bolsa Família
  • Rio programa abandonar uso de máscara no dia 26
  • Reino Unido faz alerta para subvariante da Delta; casos estão em alta
  • Lira impõe passaporte sanitário na Câmara

O Globo

  • Atento terá que informar sobre empresas afetadas por ciberataque
  • B3 fecha compra da Neoway por R$ 1,8 bilhão
  • Especialistas veem inflação maior e dólar mais alto
  • Auxílio Brasil de R$ 400 causa desconforto na equipe de Guedes
  • Proposta abre espaço de R$ 16 bi para emendas
  • Dólar se aproxima dos R$ 5,60 com risco fiscal
  • ‘Brasil está colocando em xeque o teto de gastos e a LRF’
  • Ministra busca retomar venda de carne à China
  • Eletrobras: governo permitirá usar FGTS para comprar ação
  • Petrobras informa que não vai conseguir atender demanda
  • Senado aprova vale-gás para população de baixa renda
  • Governo adia anúncio de novo auxílio após desgaste
  • Plano de produção de petróleo é o dobro do que clima suporta
  • Água precisa de R$ 110 bilhões até 2035
  • Brumadinho: STJ anula denúncia na Justiça de MG

Folha de S. Paulo

  • Defasagem no preço dos combustíveis gera risco ao abastecimento, afirmam entidades do setor
  • Atividade econômica cai 1% em agosto, diz Monitor do PIB da FGV
  • Mercados reforçam segurança para evitar furto de carne; Procon vai multar Extra
  • Trabalhador poderá usar FGTS para comprar ações da Eletrobras
  • Brasil terá juro alto por mais tempo e crescimento será ainda pior em 2023
  • Bolsa fecha em queda de 3,3% e dólar sobe 1,35% a R$ 5,59
  • A novela dos programas sociais sob Bolsonaro
  • Para analistas, furar teto é dar com uma mão e tirar com outra
  • Bolsonaro mira eleição e pede auxílio de R$ 400 que fura teto
  • Juízas afegãs ameaçadas pelo Talibã chegam ao Brasil após ação de resgate
  • Comissão do Senado dos EUA veta uso de verbas para remover quilombolas em Alcântara
  • Ipen paralisa mais uma vez produção de radiofármaco
  • Estudo aponta diferentes respostas protetoras após vacina e cura da Covid
  • Brasileiros são a população que mais se preocupa com sua saúde mental

Valor Econômico

  • Valor de auxílio ameaça teto de gastos e abala mercados
    Ideia do governo é pagar o valor de R$ 400 a 17 milhões de famílias que estão incluídas no Auxílio Brasil; o custo anual supera os R$ 80 bilhões
  • Ideia preocupa especialistas em contas públicas
    Economistas acreditam que a ideia de elevar o Auxílio Brasil a R$ 400 mensais com parte do valor contabilizado fora do teto de gastos é eleitoral e ameaça crescimento
  • Sem reformas, Brasil terá só 27% da renda dos EUA em 2060
    Padrão de vida será inferior ao de China e Índia, diz OCDE
  • Instituto defende preços livres para os combustíveis no Brasil
    Para IBP, medida traria mais competição ao mercado e facilitaria atração de investimentos
  • Crime ambiental rende até US$ 281 bi por ano
    Principais atividades são desmatamento ilegal; América do Sul e Central concentram ações, diz relatório
  • Decreto deve facilitar reparação para empresa afetada por subsídio
    Legislação atualiza regras sobre direitos compensatórios a subsídios, que datavam de 1995
  • Senado aprova criação de subsídio a gás de cozinha
    Programa Gás para Brasileiros atenderá a população de baixa renda e a previsão é que dure cinco anos
  • Solução é eleitoral e ameaça crescimento, dizem economistas
    Violação fiscal piora câmbio, inflação e juros e atinge a própria população, apontam analistas
  • Falta de contêineres agrava logística global, diz OMC
    Empresas de transporte marítimo enfrentam dificuldade para acompanhar recuperação no comércio
  • Planos de produção de combustíveis ignoram Acordo de Paris
    Os governos ainda planejam produzir em 2030 mais do dobro da quantidade de combustíveis fósseis do que seria consistente com a meta de limitar o aquecimento global a 1,5°C neste século, alerta o Pnuma
  • Empreendedorismo pode dissimular realidades precárias
    Lei trabalhista e tributação desafiam ambiente empreendedor no país, dizem especialistas
  • Nova rodada capta recursos de impacto para Amazônia
    Sitawi Finanças do Bem quer captar R$ 1,4 milhão para duas cooperativas
  • Após o chip, agora magnésio ameaça montadoras
    Devido a reduções de produção na China, os estoques do metal usado na produção de alumínio para veículos e peças estão perigosamente baixos em toda a Europa
  • Alta de tributos pode afetar oferta de ‘minerais do futuro’ e descarbonização
    A contribuição de royalties do setor deve alcançar cerca de R$ 10 bilhões até o fim do ano
  • Gasolina cara afeta aluguel de veículos
    Motoristas de aplicativos já devolveram 30 mil veículos desde junho por aumento nos custos
  • Brasil fica atrás na corrida por talentos
    Índice de competitividade global mostra dificuldade do país em reter e atrair profissionais
  • Valorizado, algodão ganha mais espaço no país
    Brasil deve ampliar produção em 2021/22; em setembro, cotações atingiram seu maior nível desde 2011
  • Exportação de soja aumenta e já vai superar o volume total de 2020
    Entre janeiro e outubro, os embarques deverão chegar a 82,4 milhões de toneladas, ante as 82,3 milhões do ano passado
  • Boi gordo cai, mas preço da carne no varejo segue firme
    Embargo chinês ao produto do Brasil tem reflexos no campo
  • BNDES terá crédito rural para custeio a juros de mercado
    Nova linha, de R$ 500 milhões, será destinada a agricultores familiares e médios produtores
  • Sequestro de dados desafia organizações
    Setores mais atingidos por ataques com pedido de resgate são indústria, saúde, governo e finanças
  • Área da saúde é uma das mais visadas pelo cibercrime
    No Brasil, o setor foi o segundo mais atacado entre abril e setembro, com média de 1,7 mil tentativas de invasão por semana
  • Vendas de seguros contra hackers devem crescer 136%
    Previsão da Fenseg é de prêmios de R$ 101,7 milhões em 2021, contra R$ 43 milhões em 2020
  • Cybertechs criam ferramentas para impedir fraudes
    Soluções fazem identificação biométrica por reconhecimento de voz e utilizam inteligência artificial
  • Sofisticação do invasor qualifica startups para mercado internacional
    É crescente o uso de “identidades sintéticas”, que mesclam dados falsos com verdadeiros obtidos em documentos de pessoas mortas
  • Plataformas de e-commerce fortalecem as barreiras
    Canais especiais permitem que consumidores reportem vulnerabilidades de segurança de produtos ou serviços
  • Campanhas educativas evitam golpes
    Fraudes comuns incluem falsas centrais de atendimento e falsidade ideológica pelo WhatsApp
  • Processos remotos na saúde trazem riscos adicionais
    Hospitais investem em formatos mais seguros para o teletrabalho
  • Vendas por redes sociais precisam de atenção
    Migração em massa aconteceu durante a pandemia
Marisa Pereira