Manchete nos Jornais desta Quinta-Feira, 13 de Novembro de 2014

Mudança na meta fiscal

O presidente do TCU, Augusto Nardes, chamou a medida de improvisação e jeitinho. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) disse que a oposição estuda medidas judiciais porque, para ele, a presidente Dilma incorrerá em crime de responsabilidade se o projeto for aprovado…

30% das indústrias farão empréstimo para pagar o 13º

A indústria paulista terá dificuldades para pagar o 13º salário neste ano. Das 578 empresas consultadas pela Fiesp, 29,2% pretendem usar financiamento de bancos, o maior índice desde 2009. Em 2013, eram 27,5%. Seis em cada dez indústrias esperam vender menos no último trimestre…

Fraude cambial terá multa de US$ 3,4 bilhões

UBS, HSBC e Citigroup, Royal Bank of Scotland e JPMorgan Chase foram punidos por manipulação das cotações no mercado internacional. A investigação durou um ano e provocou dezenas de demissões…

 

O Globo

Manchete : Mudança na meta fiscal já enfrenta forte reação

Oposição ameaça tomar medidas judiciais, e TCU critica ‘improvisação ’

PMDB na Câmara pede mais tempo para apreciar proposta que permite ao governo gastar mais

Um dia depois de ser anunciada, a proposta do governo para mudar a meta fiscal sofreu duras críticas. O presidente do TCU, Augusto Nardes, chamou a medida de improvisação e jeitinho. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) disse que a oposição estuda medidas judiciais porque, para ele, a presidente Dilma incorrerá em crime de responsabilidade se o projeto for aprovado. O governo enfrenta resistência também em sua base. A bancada do PMDB na Câmara surpreendeu o partido e pediu tempo para apreciar a proposta. O projeto do governo amplia descontos da meta fiscal, dando aval para o país registrar déficit este ano. (Pág. 23)

EUA e China vão reduzir emissões de CO2

Em anúncio inesperado, os presidentes Barack Obama e Xi Jinping prometeram reduzir significativamente as emissões de CO2 de EU A e China até 2030. Juntos, os dois países são responsáveis por 45% dos gases do aquecimento global. O compromisso, firmado na China, abre caminho para acordo mundial na ONU em 2015. De Pequim, Obama seguiu para encontro das nações do Sudeste da Ásia, em Mianmar. (Págs. 29, 34 e Agostinho Vieira)

CGU punirá holandeses por propina na Petrobras

A Controladoria Geral da União abriu processo para punir a holandesa SBM Offshore, acusada de pagar propina a servidores da Petrobras em troca de vantagens indevidas. Na Holanda, a SBM já foi punida pela corrupção. Já o TCU pediu explicações à estatal sobre o Comperj. (Pág. 3)

Quinze ministros entregam cargos

O ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil) disse que 15 ministros já entregaram cartas de demissão. Em Doha, Dilma minimizou as críticas de Marta Suplicy à economia. (Pág. 5)

Ilimar Franco

Ofensiva contra os sem-voto

Os parlamentares do PMDB se uniram aos do PT e querem excluir do Ministério da presidente Dilma os políticos sem voto. Essa posição já foi levada ao vice Michel Temer. “Os sem-voto não acrescentam nada”, disse um dirigente do partido. Os líderes querem fortalecer os que têm apoio no Congresso. São expectativa de poder e têm aval dos governadores e do partido nos estados. (Pág. 2)

Merval Pereira

Não aprenderam nada

O que é mais chocante neste episódio do descumprimento da meta de superávit primário, ferindo a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), é a postura dos principais dirigentes do governo, a começar pela própria presidente Dilma, a prenunciar que nada ser á alterado no segundo mandato. (Pág. 4)

Míriam Leitão

Lento e sem direção

O governo queimou a largada. Já haveria novo clima econômico no país se nos primeiros dias fossem anunciados o nome do ministro da Fazenda e novas medidas. A demora consolida a impressão de que nada vai mudar. A segunda chance será quando for divulgado o nome do novo ministro. A ideia é trocar não apenas o titular da pasta. Já se sabe que Arno Augustin sairá da Secretaria do Tesouro. (Pág. 24)

————————————————————————————

O Estado de S.Paulo

– Acordo na Justiça holandesa confirma propina na Petrobrás

– China e EUA surpreendem e fazem acordo ambiental

– FHC diz que “nem Pelé” pode driblar meta fiscal 

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso criticou duramente a presidente da República, Dilma Rousseff, ao comentar o envio de projeto de lei ao Congresso Nacional, pelo governo petista, para tentar driblar a meta de superávit fiscal. “A Dilma falou que eu quebrei o País três vezes, não sei quando. Agora é ela quem está quebrando (o País)”, disse FHC…FHC ironizou a iniciativa do governo, dizendo que nem mesmo o Rei Pelé conseguiria driblar a meta fiscal. “É um drible que não dá certo, vai mostrar a incompetência de bem gerir a economia do Brasil, é um gol contra, não tem sentido.”…a situação do País é difícil e o governo da presidente Dilma não tem como cumprir o superávit fiscal. “E devem reconhecer”, sugeriu. “Vejo risco para a economia, pior a emenda do que o soneto.” O governo decidiu enviar o projeto antes do anúncio das medidas fiscais para o ano que vem porque pretende, com isso, garantir o cumprimento da meta, mesmo sem fazer o esforço fiscal prometido para 2014…(liberdade para corrupção)

– Para Dilma, Marta “externou sua opinião”

– Inquérito investiga oito estupros na USP

Zero Hora

Manchete : Decisão sobre mínimo pode ficar para Sartori

Assembleia teria de votar reajuste de 16% para piso regional ainda neste ano, mas Procuradoria da Casa alerta que proposta analisada em semestre eleitoral fere lei. (Notícias | 8 e 10)

————————————————————————————

Valor

– Meta de fundo de pensão muda e se torna variável

O governo prepara um pacote de medidas para adaptar os fundos de pensão à nova realidade econômica. Uma das primeiras iniciativas será reduzir a meta de rentabilidade deste ano e estabelecer que … de longo prazo indexados à inflação (NTN-B). Atualmente, a meta atuarial, que é o retorno .

– Dilma deve vetar itens da MP da aviação

A tendência da presidente Dilma Rousseff é vetar as duas mudanças mais polêmicas feitas na MP 652, que trata originalmente de subsídios à aviação regional, caso sejam aprovadas no Congresso. O … da Aviação Civil, Moreira Franco. Conforme relatos, sem opinião formada, Dilma ainda tem dúvidas

– Holandeses confirmam que SBM subornou na Petrobras

A investigação na Holanda deixou claro que a SBM, que tem contratos com a Petrobras no valor de US$ 22 bilhões … e Brasil. Autoridades brasileiras agora apuram a participação de funcionários da Petrobras na … para ter informações sobre o acordo entre a promotoria holandesa e a SBM. Detalhes das investigações na …

– BC volta a registrar perdas com swap cambial 

O Banco Central voltou a registrar prejuízo contábil em suas operações de swap cambial. A forte alta na cotação da moeda americana neste mês fez com que o balanço entre ganhos e perdas desde o … BC, com impacto nas contas fiscais, já que a autoridade monetária é obrigada a fazer depósitos de …

– Americanas vai investir R$ 4 bi em 800 lojas 

Maior rede de lojas de departamentos do país, a Americanas anunciou o plano de abrir 800 lojas em cinco anos, o que equivale a quase dobrar o tamanho da companhia, que tem hoje 893 pontos de venda. Os investimentos devem atingir R$ 4 bilhões no período. “Conseguimos atender o objetivo de abrir 400 lojas entre 2010 e 2013. Isso nos dá a tranquilidade de saber que podemos atingir a nova meta agora”, disse ao ValorPRO, serviço de informações em tempo real do Valor, Murilo Corrêa, diretor de relações com investidores da empresa…

Brasil Econômico

Manchete : Dilma avisa que não vai mudar ministérios de uma vez

“Não estabeleci nenhum prazo. Não vou fazer a reforma imediatamente”, disse a presidenta no Catar, pondo fim à expectativa de anúncio na próxima semana. Ontem, mais de 15 ministros já tinham entregado a carta de demissão. (Pág. 3)

Fraude cambial terá multa de US$ 3,4 bilhões

UBS, HSBC e Citigroup, Royal Bank of Scotland e JPMorgan Chase foram punidos por manipulação das cotações no mercado internacional. A investigação durou um ano e provocou dezenas de demissões. (Pág. 25)

Fundos fazem à Oi oferta pela PT Portugal

O britânico Apax e o americano Bain Capital, fundos de private equity, apresentaram proposta de compra de € 7,075 bilhões. A francesa Altice resiste em aumentar a oferta de € 7,025 bilhões. (Pág. 12)

EUA e China reduzirão CO₂

Pequim se comprometeu pela primeira vez a cortar emissões “por volta de 2030” e Washington tem plano para redução até 2025. Os dois países são fundamentais para garantir um acordo mundial climático. (Págs. 26 e 27)

Semimanufaturados em bom momento

Desvalorização cambial e baixo crescimento da economia impulsionam as exportações brasileiras para mercados tradicionais, sobretudo os Estados Unidos e o Canadá. (Pág. 6)

Mosaico Político

Gilberto Nascimento

NEM SUPLICY APOIA MARTA

Isolada, a ex-ministra da Cultura Marta Suplicy, que pediu demissão, não tem apoio no PT nem do ex-marido, o senador Eduardo Suplicy. Ele defendeu o direito dela reivindicar prévias para a escolha do candidato petista a prefeito de São Paulo, mas, caso o pedido seja atendido, votará no atual prefeito, Fernando Haddad. (Pág. 2)

Ponto de Vista

Carlos Thadeu de Freitas

MUDANÇA DE RUMO

Na semana que sucedeu as eleições presidenciais, o Copom surpreendeu o mercado com uma elevação da meta da taxa Selic para 11,25% ao ano. A expectativa era de manutenção da taxa em 11% ao ano, patamar que vinha sendo mantido desde maio deste ano. Com essa alta não antecipada, o Banco Central sinaliza um novo rumo para a política monetária. (Pág. 7)

O mercado como ele é…

Luiz Sérgio Guimarães

ESTRANGEIRO “COMPRA” MEIRELLES

Rumor de que o presidente do Banco Central dos dois governos de Lula, Henrique Meirelles, assumiu ontem a dianteira na corrida de sucessão ao ministro da Fazenda Guido Mantega foi considerado crível por investidores estrangeiros. (Pág. 22)

Ponto Final

Octávio Costa

A LIÇÃO QUE VEM DA AUSTRÁLIA

“A presidente vai aproveitar sua ida ao G-20, na Austrália, para ver coalas e cangurus. Enquanto isso, vai refletir sobre o xadrez que ela precisa montar em relação ao seu ministério”. Com essa resposta, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, desvencilhou-se de uma pergunta da senadora gaúcha Ana Amélia (PP), que quis saber se ela foi convidada para participar do segundo mandato de Dilma Rousseff. (Pág. 32)

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

Manchete : Pacto China – EUA destrava negociações sobre o clima

Maiores emissores de CO2 se comprometem a cumprir metas de redução

China e EUA, após meses de negociações, chegaram a um acordo para reduzir a emissão de gases poluentes. Divulgado durante a visita do presidente Barack Obama ao país asiático, o anúncio deve dar vigor ao esforço para concluir pacto global sobre mudança climática. Ao lado do líder chinês, Xi Jinping, Obama classificou o acordo como “histórico”. A China se compromete a atingir o ápice das emissões de CO₂ até 2030, quando elas deverão começar a cair. É a primeira vez que o país que mais polui no mundo estabelece data para isso. Os EUA assumem o dever de, em 2025, reduzir as emissões de 26% a 28% em relação a 2005. A nova meta é mais ambiciosa que a anterior —corte de 17% até 2020. Chineses e americanos respondem juntos por mais de 40% do dióxido de carbono emitido em escala global. No mês passado, a União Europeia comprometeu-se a reduzir em 40% as emissões até 2030, em relação a 1990. O bloco é responsável por 11% das emissões mundiais de gás carbônico. (Ciência C6)

ANÁLISE

Pacto reduz a chance de o Brasil se manter como protagonista no tema, escreve Rafael Garcia. (C6)

Controladoria vê ‘forte indício’ de propina paga na Petrobras

A Controladoria-Geral da União abriu processo para investigar seis funcionários e ex-empregados da Petrobras e a SBM, fornecedora de plataformas móveis, pelos “fortes indícios” de pagamento de propina para obter contratos com a estatal. Na Holanda, o Ministério Público do país anunciou que a empresa aceitou acordo para pagar US$ 240 milhões por suborno em três países, incluindo o Brasil. (Poder a4)

Dilma poupa Marta após mal-estar em carta de demissão (Poder A8)

SP culpa falta de caixa-d’ água por problemas de abastecimento

O secretário de Recursos Hídricos de SP, Mauro Arce, culpou quem não tem uma caixa-d’água adequada pelo desabastecimento em casa de madrugada, período de redução da pressão na rede de distribuição. A gestão Geraldo Alckmin (PSDB) diz que regulamentação obriga as pessoas a possuir um reservatório que forneça água por 24 horas. (Cotidiano C1)

30% das indústrias farão empréstimo para pagar o 13º

A indústria paulista terá dificuldades para pagar o 13º salário neste ano. Das 578 empresas consultadas pela Fiesp, 29,2% pretendem usar financiamento de bancos, o maior índice desde 2009. Em 2013, eram 27,5%. Seis em cada dez indústrias esperam vender menos no último trimestre. (Mercado b1)

Editoriais

Leia “Reforma sem controle”, sobre saída de ministros, e “Educação como prêmio”, a respeito de pagamento de bônus a professores de São Paulo. (Opinião A2)

EBC

Edição: Equipe Fenatracoop

admin