Ipea diz que políticas sociais do governo devem melhorar integração com o PAC para ampliar renda do trabalhador

O Instituto de Pesquisa Economia Aplicada (Ipea) divulgou um estudo sobre as políticas sociais do governo que sugere a ampliação da articulação entre o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e as políticas de trabalho e renda para incorporar trabalhadores ao mercado laboral.

O boletim Políticas Sociais: Acompanhamento e Análise, divulgado nesta quarta-feira, indicou que a combinação de objetivos pode propiciar a “incorporação de grupos que, historicamente, situam-se à margem do mercado laboral brasileiro”.

De acordo com o estudo, essas iniciativas dependem do estabelecimento de uma “nova regulação sobre os grandes investimentos em curso hoje no Brasil, voltada ao fomento à criação e à elevação de renda”, por meio do redesenho das políticas públicas existentes atualmente.

Segundo o Ipea, a inclusão produtiva dos trabalhadores nos setores em que há mais investimentos – como energia, transporte e comunicações – depende de políticas públicas específicas, que promovam a criação de oportunidades. Para o instituto, essas políticas devem integrar os entes federados, as iniciativas públicas e privadas, empresarias e comunitárias.

O relatório diz que a inclusão produtiva deve considerar a facilitar a organização de empreendimentos – como a simplificação jurídica, administrativa, contábil, financeira e tributária – e a oferta de capacitação e assistência técnica.

Carolina Sarres
Repórter da Agência Brasil

admin

Deixe uma resposta