Cuidados em locais de trabalho devem continuar mesmo com vacinação contra Covid-19

Especialistas dizem que medidas são necessárias até que haja queda significativa no número de casos da doença
Mesmo com a imunização contra a Covid-19 é muito importante ressaltar que todos devem continuar seguindo os protocolos de biossegurança no combate à doença. Os profissionais que não estão em home office, por exemplo, precisam atentar-se às principais orientações de segurança em ambientes de trabalho.

É exatamente o que a enfermeira Jéssica Amoras faz. Todos os dias, ao iniciar seu expediente, segue uma rotina rigorosa de cuidados para proteger-se e cuidar de seus colegas.

“As medidas de biossegurança sempre foram essenciais no meu ambiente de trabalho, porém após a pandemia esta prática se tornou ainda mais indispensável, passando a ser inserida na rotina diária. Hoje, mesmo após diminuição dos casos e imunização de uma parcela da população, permaneço iniciando meu dia realizando a desinfecção com álcool 70% das superfícies da minha sala. Hábito que certamente não irá se dissipar”, relata.

Especialistas alertam que mesmo após a população ser vacinada contra a Covid-19, por um bom tempo será necessário manter as medidas de biossegurança.

“As vacinas disponíveis no Brasil terão duas doses com intervalo entre uma e outra, então, para criarmos anticorpos não será imediato. Como não há imunidade instantânea, é preciso continuar usando máscara, evitar aglomeração, usar álcool em gel 70% e lavar as mãos corretamente. Continua a mesma orientação que nós tínhamos desde o início da pandemia”, ressalta a infectologista da Unimed Campo Grande, Dra. Haydeé Marina do Valle Pereira.

Dr. Maurício Pompilio, também infectologista da cooperativa médica, completa dizendo que “as pessoas que forem imunizadas contra a Covid-19 não poderão deixar de usar máscaras logo em seguida. A resposta imunológica desencadeada pela vacina não é imediata, pode demorar dias ou semanas. Haverá uma segunda dose para aumentar esta proteção”.
O médico conclui falando que “a proposta é continuarmos com as medidas protetoras após a vacinação até que haja queda significativa no número de casos local e mundialmente”.

Confira as dicas da Unimed Campo Grande para manter a higienização em locais de trabalho:

  • Deixar os ambientes o mais arejado possível: janelas abertas permitem a melhor circulação de ar. Se for inevitável o uso de ar-condicionado em ambientes corporativos, é importante manter um sistema de renovação de ar (que puxa o ar da rua) e realizar a limpeza frequente do filtro.
  • Sempre que possível, evite compartilhar elevadores ou mantenha uma distância mínima de um metro em relação a outras pessoas. Que tal subir de escadas e já aderir a um novo hábito pela saúde?
  • Higienize as mãos antes e depois de apertar os botões do elevador. O mesmo vale para locais onde há registro eletrônico de frequência
  • Em qualquer ambiente, mantenha distância mínima de 1,5 metro entre as pessoas e fique sempre de máscara. Lembre os cuidados na hora de usar e higienizar as máscaras de tecido
  • Se forem feitas refeições em ambientes comuns, aumente a distância para pelo menos 2 metros.
  • Atenção especial à higiene constante de equipamentos e superfícies compartilhadas: mesas, maçanetas, interruptores, bancadas, telefones, teclado do computador, puxadores, sanitários, torneiras e outros
  • A responsabilidade pela higiene da estação de trabalho e de equipamentos compartilhados precisa ser de todas as pessoas. Não espere só pela equipe de limpeza. Dica? Mantenha um borrifador com solução higienizante na sua mesa, ao lado do seu frasco de álcool gel.
Marisa Pereira