Acordo garante reajuste salarial de 6,5% para trabalhadores da Reluz

Sob a Presidência do Des. Francisco das C. Lima Filho, a audiência de conciliação entre a Reluz Serviços Elétricos e o Sindicato dos Trabalhadores na Indústria, Comércio de Energia no Estado de Mato Grosso do Sul (SINERGIA-MS).

Presentes as partes e o Ministério Público do Trabalho, na pessoa do Procurador do Trabalho Jonas Ratier Moreno, foi proposto acordo que prevê: reajuste de 6,50% sobre o salário de maio/2014, entre 1º de junho e dezembro de 2014, e de 7% entre janeiro/2015 e maio/2015; reajuste de 15% do tíquete alimentação a partir de junho/2014; e reajuste de 8% em relação ao TOI (Termo de Ocorrência Interna) sobre o valor pago em junho/2014. Estabeleceu-se que as diferenças serão pagas na folha de pagamento do mês de setembro.

Ficam mantidas as demais cláusulas do acordo coletivo anterior, com exceção da cláusula 30, que deve ser excluída, e da redação de alguns pontos, que serão alterados.

Fica ajustado também, independentemente do acordo coletivo, que a empresa se compromete a regularizar, até o dia 30 de dezembro de 2014, os depósitos referentes ao FGTS, que não foi integralmente recolhido, de todos os trabalhadores, em atividade ou não. O descumprimento da obrigação implicará no bloqueio, perante a empresa Enersul ou quem a suceder, do valor devido no crédito.

Assim, fica suspensa a audiência, com prosseguimento marcado para o dia 8 de agosto, a fim de que as partes possam exibir o instrumento de acordo ou, caso assim entendam necessário, informar por petição. A liminar anteriormente concedida permanece em vigor.

 

Proc. 000024174-94.2014.5.24.0000 – DC.0.

Fonte: TRT24

admin